Notícias

11/09/2019 09:41


Acadêmicos do curso de Dança da UFSM vão se apresentar na “Missa da Terra sem Males”

      Através do projeto de extensão De Terra seus Corpos, com o apoio do Observatório de Direitos Humanos, os acadêmicos/bailarinos do Laboratório Investigativo de Criações Contemporâneas em Dança da UFSM, sob a coordenação do professor Odailso Berté, farão as intervenções cênicas da obra Missa da Terra sem Males, no próximo domingo (15), em Santo Ângelo. A apresentação, que começa às 18h30min, em frente à Catedral Angelopolitana, é aberta ao público em geral, sem cobrança de ingressos.
     A Missa da Terra sem Males foi escrita por Dom Pedro Casaldáliga e Pedro Tierra, líderes no movimento pelos direitos dos povos indígenas. A música desta obra é de composição de Martin Coplas, que convidou o grupo da UFSM para integrar a montagem, que marcará a chegada dos peregrinos do Caminho das Missões, em frente à catedral.
    Em junho deste ano, o grupo de acadêmicos apresentou a pré-estreia da coreografia “Terra sem Males”, no auditório do Complexo Didático e Artístico da UFSM, que consistiu em uma remontagem e adaptação da obra original. O elenco, dirigido pelos professores Crystian Castro e Odailso Berté, vai executar a coreografia no roteiro da obra original, que acontece dentro da liturgia de uma missa, na qual a raça branca pede perdão aos povos indígenas pelos males cometidos. Através da dança contemporânea, o grupo de acadêmicos da UFSM vai atuar nas partes intituladas “Memória Penitencial”, “Canto à Morena de Guadalupe”, “Compromisso Final” e “Réquiem dos Mártires”, trechos que compõem a Missa da Terra sem Males.
   Este projeto conta com o apoio do Observatório de Direitos Humanos, Pró-Reitoria de Extensão, Centro de Educação Física e Desportos e curso de Licenciatura em Dança da UFSM. Também tem o apoio do Caminho das Missões, que promove a apresentação junto com o compositor Martin Coplas.

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Roteiro por São Miguel das Missões

É cercado de lendas e costumes, símbolo da Nascente do Riogrande, Patrimônio da Humanidade.

Saiba mais

Roteiro por Mato Queimado

Diálogo, educação e segurança,  motivos para entrar, conhecer, passear e fotografar, essa comunidade é uma verdadeira família.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...