Notícias

22/10/2018 08:52


O Segredo da Avenca e seu Chá

     Você certamente já ouviu a expressão: "frágil como uma avenca". Pois é, os apreciadores da arte
da jardinagem certamente já ouviram e sabem porquê. Esta planta, muito admirada por sua delicadeza,
exige certos cuidados para desenvolver-se satisfatoriamente em nossa casa.
     Conheça agora, alguns de seus segredos.
     Elas carregam a fama de espantar mau-olhado: dizem que são capazes de absorver as energias negativas e murcham, dando sinal de que há alguém invejoso no ambiente. Algumas variedades são usadas até na medicina popular como calmante para a tosse ou problemas no couro cabeludo. Mas é principalmente como planta ornamental que as avencas são admiradas.
     O nome científico, Adiantum, deriva do grego 'adiantos' que significa 'que não se molha', pois as gotas de chuva deslizam sobre as folhas da avenca, sem molhá-las. O gênero Adiantum reúne muitas espécies e variedades. Dentre as avencas mais conhecidas e cultivadas, destacamos:
     Cabelo de anjo
     Multiplicação por esporos
     Na natureza, brotam espontaneamente por toda parte, desde beiras de cursos d'água e encostas de barrancos, até no alto de palmeiras. Ao produzir e lançar ao vento grande quantidade de esporos, a avenca pode brotar e se desenvolver em qualquer ambiente, desde que haja calor, umidade e luminosidade, com proteção contra a incidência de raios solares diretos.
     E o que são os esporos? São aqueles pontinhos que se distribuem no verso das folhas e, quando maduros, escurecem e soltam-se com facilidade. Isso explica a facilidade com que as avencas se espalham na natureza.
     Tudo muito simples, mas quando cultivamos a avenca em casa, a história muda de figura. Isso porque nem sempre elas são colocadas em locais que apresentam as características exigidas, ou seja, calor, umidade, luminosidade, e proteção contra o sol direto. Assim, as avencas acabam murchando, apresentam folhas amareladas e secas e podem até morrer.
     Drenagem e luminosidade
     Quem pretende cultivar avencas como plantas de interior, pode colocá-las em vasos (de preferência de barro), garantindo que o recipiente tenha um bom sistema de drenagem, ou seja, o excesso de água precisa ser eliminado com facilidade, pois é quase fatal para a planta. No caso dos xaxins, é importante observar sempre a quantidade de água usada nas regas, pois eles tendem a reter muita umidade. Com o tempo, é possível determinar qual a quantidade adequada ao volume de terra, levando-se em conta a temperatura - nos dias quentes a necessidade de água é maior e nos frios é bem menor.
     O plantio de avencas no jardim exige muito cudado na escolha do local, pois deve atender às três principais exigências da planta: calor, umidade e luz indireta. Outro detalhe importante: as avencas não suportam ventos diretos e excessivos. O local ideal, portanto, são os cantinhos úmidos e com sombra, mas com boa luminosidade.
      Dicas de cultivo
      Mistura de solo ideal tanto para vasos como para canteiros:
1 parte de areia, 1 parte de terra vegetal e 1 parte de pó de xaxim. Essa mistura é leve, retém umidade, mas apresenta boa drenagem.
     Como fazer mudas com esporos: 
     Para retirar os esporos, espere que amadureçam e retire-os das folhas raspando-as delicadamente com uma faca pequena ou gilete. Mantenha uma folha de papel (ou um pedaço de tecido branco) embaixo, para aparar os esporos que vão caindo. Prepare uma sementeira apenas com pó de xaxim, molhe-o bem e espalhe os esporos na superfície. Cubra a sementeira com plástico transparente e mantenha a sombra. Após cerca de quatro semanas, vai surgir na sementeira uma espécie de musgo - são os brotinhos, que só devem ser transplantados quando atingirem cerca de 2 a 3 cm.
     Como multiplicar por divisão de touceiras:
     Um vaso de avenca bem cheio pode render várias mudas. É só separar as touceiras com muito cuidado para não prejudicar as raízes, que são bem frágeis. Plante a muda imediatamente, pois a avenca perde umidade muito rápido. 
     Mais dicas:
· Garanta uma boa umidade no solo, sem encharcar, regando sempre que o solo apresentar-se muito seco;
· Mantenha as avencas longe da luz solar direta, mas não as submeta à sombra em demasia, pois isso facilita o surgimento de pragas e doenças;
· Evite o uso de inseticidas para combater pulgões e cochonilhas e adote a famosa calda de fumo, procurando aplicá-la sempre que suspeitar da ocorrência;
· Mantenha as avencas livres de folhas velhas e secas, cortando-as na base, para facilitar o surgimento de novas brotações;
· Faça adubações periódicas com adubo orgânico ou fertilizantes líquidos, mas sempre seguindo a orientação da embalagem do produto;
      Pois são esses os poucos segredos para se ter em casa as delicadas e belas avencas. E, para aqueles que já desistiram de cultivá-las, que tal tentar mais uma vez? 
     Chá de avenca – Propriedades e benefícios
     Avenca não designa só uma planta, este termo, na verdade, é a designação de várias plantas da família Filicópsidas, também chamadas de avenca comum, avenca do Canadá ou cabelo de vênus. Na hora da compra, só é preciso estar atento quanto à sua finalidade: se quer comprá-la para o consumo, não se deve comprar as vendidas em floriculturas, já que estas tiveram um plantio propício para a ornamentação, que é a sua função.
     Chá de avenca - Propriedades e benefícios
     Originária da Europa central e meridional, a avenca é uma planta herbácea de porte pequeno, que mede de 30 a 50 centímetros e chega a formar touceiras. Suas folhas são pecioladas, alternas e bem finas, assim como suas hastes e ramos. Geralmente crescem em locais úmidos e com pouca luz. Esta planta aparentemente comum tem um chá que pode oferecer variados benefício para o organismo humano confira.
     Benefícios e propriedades da Avenca
     As propriedades medicinais da avenca são: anti-inflamatória, diurética, adstringente, depurativa, laxante, tônica, sudorífera, expectorante, antibacteriana, antioxidante, balsâmica, emoliente e estimulante.
Indicada para pessoas com dificuldade de urinar.
Funciona como um leve sedativo natural.
É muito útil no tratamento contra tosses, catarros, gripes, afecções bronquiais e rouquidão.
Alivia a asma.
Ajuda o aparelho respiratório a funcionar melhor.
Acaba com a caspa.
Reduz a temida queda de cabelo.
Trata vários problemas na bexiga, no fígado, no baço e no pulmão.
Alivia as incômodas dores menstruais e reumáticas.
Regula a menstruação.
Quanto as contraindicações: portadores de hipoglicemia, gestantes e mulheres com canceres estrogênio-positivos não devem consumir a avenca. Já os efeitos colaterais, são menos: pacientes diabéticos devem ter cuidado, já que a avenca potencializa a insulina e medicação antidiabética, o ideal é que esses pacientes não consumam a planta.
     Como preparar e consumir a avenca
     Infusão: Para preparar o chá de avenca, deve-se ferver um litro de água e adicionar 2 colheres (de sopa) da planta. Desligue o fogo e rapidamente abafe a mistura por cerca de 10 minutos. Tome de 2 a 3 xícaras durante o dia, com intervalos menores que 12 horas.
     Decocção: Ferva 100 gramas de avenca seca em 1 litro de água mineral durante meia-hora. Desligue o fogo e coe o líquido. Este deverá ser aplicado em fricção diária no couro cabeludo, afim de acabar com a caspa e diminuir a queda de cabelo.
     Além desses dois métodos, também podem ser preparados xaropes com a avenca (ótimos para os casos de catarros, tosses, etc.) e tinturas.
Fonte Rose Aielo Blanco*
Chá de Avenca

EM DESTAQUE

Churrascaria do Chico

Fazendo vontades com sabor, qualidade e economia.

Saiba mais

Associação dos Municípios das Missões AMM

Têm em comum a história e a disposição de luta pelo crescimento econômico e social da Região Missões.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...