Notícias

13/09/2019 08:38


Otávio Reichert - INTEGRANDO 13/09/2019

Semana Farroupilha: Percebe-se, ano a ano, aumentar o culto ao tradicionalismo gaúcho, em especial na Semana Farroupilha, de 13 a 20 de setembro. Diga-se que ainda há poucas pessoas preparadas e/ou com tempo para ministrar os temas gauchescos. O confrade tradicionalista Luciano Freitas, da Academia Santo-angelense de Letras, solicitou férias do trabalho de funcionário público e se dispôs e está com agenda lotada de atividades nos CTG e escolas. Lembrando que a fagulha originária da Chama Crioula para 2019 foi acesa em Tenente Portela, minha terrar natal.

“Mulher Gaúcha” e “Vida e obra de Paixão Côrtes” são os temas do ano e aos festejos da Semana Farroupilha, respectivamente. Como obra artística para 2019 foi eleita a rancheira ‘Quem descobriu o Rio Grande’ definida pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Com letra de Diego Müller, música e interpretação de Érlon Péricles, com participação de Cesar Oliveira (patrono dos festejos farroupilhas) & Rogério Melo e Lincon Ramos.

Rememorando 2014, naquele ano houve um concurso de poesias, no qual tive a honra da minha ter sido a vencedora. Ao tema “Eu Sou do Sul” eis, por Otavio Reichert...

 NOUTROS TEMPOS

Noutros tempos… A história não se escrevia.

Em prosas se repetia perpassando gerações.

Grandiosas tribos, nações, na liberdade da pampa,

mateavam a verde estampa de geografias sulinas.

Corriam matas, campinas, vagueavam rios e oceano,

quando o estrangeiro aragano içou velas matutinas.


Noutros tempos… O tapuio surpreendido,

ouviu relinchos, mugidos, ecoando pelo varzedo.

Nas reduções, em segredo, índia e branco se espelharam.

Os jesuítas batizaram a china e mozo gaudério.

O sul se tornou império; a bombacha fez querência.

Gaúcho se fez essência com resquícios de mistério.


Noutros tempos… Foi cabaça e taquapi.

Do berçário Guarani foi herdado o chimarrão.

Costela em fogo de chão; o charque feito em varais.

Muitas vendas junto ao cais onde aportavam imigrantes.

Tropeiros e bandeirantes riscando o mapa da história.

Fez-se a linha divisória mesclando sangue e semblantes.


Noutros tempos… Fizeram revolução.

Firmeza e proposição estampadas na bandeira.

Criaram hino em trincheiras com horizontes de ternura.

Origens, lutas, cultura! As auras fortalecidas.

Fez mulheres aguerridas e homens de estirpe guapa.

Reminiscência farrapa repontando as nossas vidas.


Noutros tempos… Foi a bota de garrão.

Chiripá no cinturão respaldando a boleadeira.

O ponche, raiz campeira, aparou golpes de faca.

O gaúcho crava estacas defendendo seu torrão.

Tem nas lides de galpão, nas prosas volteando o mate,

O legado dos embates falquejando a tradição.


Noutros tempos… Negrinho do pastoreio!

Quem do sul, ou faz rodeios, traz cambona na algibeira.

De primitiva e lindeira a pátria se fez retrato.

Chimangos e maragatos com seus tinos libertários.

Somos jovens legendários! Na Semana Farroupilha,

com viola que se dedilha, … Rio Grande refaz cenários.

Humor: Entrou no bar perguntando se tinha torresmo para vender, ao que o garçom respondeu que não para o gaúcho.
- Não tens torresmo? Torresmo! Quero...
- Já disse que não. Você é surdo? E se me perguntares novamente, te passo o facão...
- Tem facão aí?
- Não tenho, mas....
- Tens torresmo para vender?

 

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Clube Gaúcho CG

Famoso clube de Santo Ângelo onde ocorrem diversos tipos de eventos. 

Saiba mais

Roteiro por Mato Queimado

Diálogo, educação e segurança,  motivos para entrar, conhecer, passear e fotografar, essa comunidade é uma verdadeira família.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...