Notícias

25/09/2018 11:07


Artistas Tradicionalistas São Tese de Mestrado

Dissertação de Mestrado Homenageia Poetas Itaquienses...
Os poetas José João Sampaio da Silva e Mário Rubens Battanoli de Lima (o Mano Lima) foram tema de uma Dissertação de Mestrado, de autoria do também itaquiense Jucelino Viçosa, no PPG em Memória Social e Bens Culturais da Universidade La Salle do Brasil – Unilasalle. Sob o título Presença das paisagens da memória itaquiense nas construções poéticas de José João Sampaio da Silva e Mário Rubens Battanoli de Lima, Jucelino se propôs a estudar a produção poética dos dois autores vinculados diretamente ao município, considerando suas trajetória de vida e sua importância para a cultura sul-rio-grandense.
Da vasta produção artística de João Sampaio e de Mano Lima foram selecionados seis poemas de cada autor com vistas a se analisarem as paisagens itaquienses, a atuação dos sujeitos poéticos representados e os referencias de memória presentes nas produções escolhidas. Assim que composições de sucesso como Entrando no Bororé, De volta de uma tropeada, Tributo a um tropeiro, juntamente com Estouro de tropa, Ave Maria e Canção de ninar, entre outras, tornaram-se objeto de estudo com o propósito de reverenciar o município, reviver seu passado e homenagear pessoas que, de alguma forma, contribuíram para o engrandecimento de Itaqui.
Nos poemas estudados, enfocou-se a construção de memórias sobre figuras que viveram num tempo passado e pertenciam a uma estrutura social que já não mais se percebe atualmente, ou seja, verifica-se a presença do peão rural num cenário de estâncias de um Itaqui de outros tempos. Desse modo, perfilaram-se no ambiente acadêmico figuras, por exemplo, como Vitor Escobar, Alípio Escobar, Rosalino Salcedo, Rubens Colombo Lima, João Manuel Aramburu, ao lado de João Sampaio e Mano Lima, destacando-se que estes, com seu versejar, buscam ressaltar a autenticidade de quem vive na fronteira, com o talento de quem consegue fazer transparecer a alma simples e marcante de pessoas comuns envolta numa atmosfera temperada pelos mais diversos elementos nativos, isto é, os seres humanos presentes em cada poema simbolizam um indivíduo comum, que carrega recordações de seu passado e sente-se orgulhoso por estar integrado a um ambiente capaz de lhe proporcionar os mais variados sentimentos.
Cabe ressaltar que Jucelino Viçosa fundamentou seus estudos referentes a Itaqui em publicações de autores como Ataides Oliveira Assis, Helenize Serres, Jesus Pahim, Paulo Corrêa dos Santos, Ronaldo Côlvero e Tanira Rodrigues Soares, como forma de evidenciar a intelectualidade itaquienses e as pesquisa já efetuadas a respeito da história do município.
Por se tratar de um Mestrado Profissional, há necessidade de se criar um produto relativo à pesquisa realizada, sendo que o Jucelino optou por confeccionar um Álbum Poético Ilustrado, com o propósito de realçar a produção poética dos autores pesquisados. A estrutura do álbum constitui-se de uma foto dos sujeitos poéticos, ao lado de uma ilustração concebida a partir da inspiração do artista itaquiense Luiz Carlos Pedrozo, juntamente com o poema ao qual se refere e trechos de depoimentos dos poetas e/ou de alguns familiares dos homenageados. 
A Banca foi composta pelos professores Maria Luiza Berwanger (Orientadora), Cleusa dos Santos Graebin (Coorientadora) e de Lúcia Regina Lucas da Rosa e Renato Ferreira Machado, ambos da Unilasalle, além da professora Taiza Mara Rauen Moraes, da Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE. Ao final da Defesa, a Banca aprovou a Dissertação, com louvor, recomendando sua publicação em livro, elogiou muito o produto final, com menções de reconhecimento ao belíssimo trabalho realizado pelo ilustrador Luiz Carlos Pedroso; assim como conduziu, de forma direta e sem a necessidade de processo seletivo, o aluno Jucelino Viçosa para o Doutorado.
Os poetas João Sampaio e Mano Lima, por meio de seus poemas, redesenham nuances da cultura itaquiense, ao colocar em evidência os vestígios memoriais e demais elementos integrantes da memória cultural da região, onde o universo de cada sujeito poético é apresentado com matizes característicos da zona rural de Itaqui, integrante de um passado reconstruído a partir de vestígios memoriais e integrante de uma paisagem ressignificada; tanto João Sampaio quanto Mano Lima buscam na memória aqueles elementos capazes de comporem o quadro paisagístico das lembranças por eles incorporadas, transformando-as em poesia.  

EM DESTAQUE

Churrascaria do Chico

Fazendo vontades com sabor, qualidade e economia.

Saiba mais

Associação dos Municípios das Missões AMM

Têm em comum a história e a disposição de luta pelo crescimento econômico e social da Região Missões.

Saiba mais

São Pedro Butiá

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...