Notícias

07/05/2019 10:00


10ª Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires encerra com êxito

O domingo dia 05 de maio marcou o encerramento da 10ª Cavalgada na Trilha dos Santos Mártires, na Região das Missões do Rio Grande do Sul, após 180 km percorridos a casco de cavalo. O evento é realizado anualmente, já chegando em sua 10ª Edição, organizado pela Associação Amigos da Trilha dos Santos Mártires. Tem como objetivo evidenciar a religiosidade, história e a preservação ambiental. O ponto de partida ocorre no marco, onde segundo historiadores, começa o Rio Grande do Sul: Cruz do Passo do Padre em Santo Izidro, interior de São Nicolau.
      O evento iniciou no dia 28 de abril e passou por todos os pontos que evidenciam a história dos padres jesuítas Roque Gonzales, Afonso Rodrigues e João de Castilhos. Entre os locais de passagem da trilha destacam-se: o Sítio Arqueológico, em São Nicolau; a Cruz no local do martírio do padre João de Castilhos; o Santuário de Assunção do Ijuí; o Cerro do Inhacurutum, ponto mais alto da Região das Missões, onde morava o Cacique Nheçu; A Redução Jesuítica de Nossa Senhora da Candelária do Caaçampamini, no município de Rolador; e, por fim, o Santuário do Caaró, onde ocorreu o martírio dos padres Roque Gonzales e Afonso Rodrigues. Por onde passam os cavalarianos são recebidos com a cordialidade das comunidades do interior, oportunidade em que os municípios evidenciam a sua riqueza cultural com apresentações artísticas e comidas típicas.
      Em Caaró, os cavalarianos foram recebidos com uma Missa Crioula, presidida pelo Padre Cassiano. Em uma previa avaliação a coordenação da trilha destacou que cada ano aumenta o número de participantes, o que gera maior demanda de acomodação dos cavalarianos e infraestrutura para os animais. Além de cavalarianos de diversos municípios do Rio Grande do Sul, neste ano teve representantes de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O grupo maior foi de Santa Maria, com integrantes do Grupo Santo Expedito. Coordenador da Cavalgada, professor e vereador de Caibaté, Charlei Willers disse que foram mais de 30 cavalarianos que fizeram todo o percurso, chegando a somar até mais de 60 em alguns municípios, através de grupos locais que se integraram e percorreram pequenos trechos. A Cavalgada é desenvolvida todos os anos na semana em que transcorre a data de primeiro de maio.
    Fotos: Cavalarianos participantes da trilha

EM DESTAQUE

Tenda da Terra

Artesanato Indígena, Artigos Gaúchos, Quadors, Esculturas, Pintura em Tela, Camisetas, livros, Porcelanas, Cestarias e Lembranças da região.

Saiba mais

Roteiro por São Miguel das Missões

É cercado de lendas e costumes, símbolo da Nascente do Riogrande, Patrimônio da Humanidade.

Saiba mais

São Pedro Butiá

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...