Notícias

20/08/2019 08:52


Direito e Psicologia da URI são coorganizadores e apresentam pesquisas em evento Latino-americano

    Um grupo de 30 universitários do Programa de Pós-Graduação em Direito – Mestrado e Doutorado, graduação em Direito e Psicologia da URI Santo Ângelo, bem como professores participaram, de 14 a 18 de agosto, do VI Congresso Latino-americano de Gênero e Religião, na Faculdades EST de São Leopoldo. O evento contou com a participação de representantes de 30 países da América Latina, América Central e do Norte, África, Europa e Ásia.
   Todos/as estudantes apresentaram trabalhos a partir de suas pesquisas realizadas na URI, envolvendo os eixos temáticos abaixo:
    Vulnerabilidade: é um conceito utilizado em diversas áreas do conhecimento para discutir questões complexas como a manutenção e o aprofundamento da situação de pobreza e desigualdade, bem como para questionar padrões de relacionamento e auto identidade que têm um potencial de questionamento, subversão e transformação das estruturas. O VI Congresso aprofundou a discussão sobre esse tema como elemento denunciador de realidades de opressão e dominação e como elemento potencializador de processos de libertação.
   Resistência: é um elemento fundamental para fazer frente aos processos de retrocesso e aprofundamento de práticas e sistemas violentos. A produção do conhecimento no âmbito feminista e de gênero, muitas vezes, ainda se dá como forma de resistência aos saberes hegemônicos. Uma resistência que também é feita da alegria do encontro e da partilha, da rebeldia e da imaginação que cria possibilidades onde não há. Nisso há implicações teóricas e metodológicas que foram exploradas no VI Congresso.
    Justiça: é o horizonte utópico que orienta a produção do conhecimento e a atuação política. Reflete os projetos de sociedade expressos, por exemplo, na ideia bíblica de “shalom” e “novos céus e nova terra”, no conceito indígena de “bem viver” (sumak kawsay) ou na noção africana do ubuntu. Particularmente, interessou discutir no Congresso a perspectiva da “justiça de gênero” como conceito e como política que visa a superação de todas as formas de desigualdade, violência e opressão e aponta para esperança que embala a construção de uma outra realidade a partir da imaginação criativa. (https://programadegeneroereligiao.wordpress.com/congresso-2019/):
   Além da apresentação de trabalhos, estudantes e professores da URI apresentaram a peça teatral “Retratos de Frida Kahlo: resistência e ousadia”, esquete e debate sobre identidades das mulheres e resistência.
   Destaca-se, ainda, que a Faculdades EST e o Programa de Pós-Graduação stricto sensu – Mestrado e Doutorado em Direito da URI possuem convênio firmado, e este evento contou com a participação da professora doutora Rosângela Angelin como organizadora, assim como o PPGD teve participação na organização de três Grupos de Trabalho.

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Sindilojas

Mato Queimado

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...