Notícias

05/12/2019 16:15


WORKSHOP É REALIZADO EM SANTO ÂNGELO PARA A CONSTRUÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA REGIÃO DAS MISSÕES PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS

      Na manhã de hoje (5/12), reuniram-se em Santo Ângelo diversas lideranças regionais, das mais variadas entidades, grupo de pensadores que sonha com uma região cada vez mais desenvolvida na área do turismo, para realização do Workshop, coordenado pelo Engenheiro Álvaro Medeiros de Farias Theisen.
      Entre as várias autoridades presentes, estavam prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, representantes de deputados, secretários municipais e representantes do Paraguai e Argentina.
     Inicialmente o Jesuíta Oscar Martin, coordenador geral da assembleia dos 30 povos, fez uma reflexão sobre a importância da fé e da espiritualidade missioneira e convidou a todos para uma oração coletiva. O Secretário de Turismo de Santo Ângelo, anfitrião do evento, ressaltou que a importância deste momento para toda região, e afirmou que é resgatando o passado que vamos conseguir projetar o futuro que todos queremos. O Presidente da AMM, Prefeito de Santo Antônio das Missões, Puranci Barcelos dos Santos, se pronunciou dizendo que a construção deste grande projeto terá o apoio da AMM e que é preciso que todos os municípios estejam juntos integrando anseios e ideias.
     O tema Missões Jesuítico-Guarani possui um potencial muito grande, contudo precisa ser desenvolvido para se tornar um atrativo que possa ser incluído nos principais roteiros nacionais. Esta construção, será feita localmente e com a participação das comunidades locais.
     O turismo é uma indústria limpa e capaz de trazer muito desenvolvimento para a Região. A História das Missões Jesuítico-Guarani é muito rica e a nossa região tem muito o que mostrar e contar.
      Este workshop faz parte de um conjunto de três eventos que visa proporcionar a participação das comunidades locais na definição das ações que serão realizadas nos próximos dez anos para desenvolver o turismo com o tema Missões Jesuítico-Guarani. O primeiro evento aconteceu em Santo Ângelo, o segundo será em São Luiz Gonzaga e o terceiro em Porto Alegre.
      Trata-se de um processo de construção coletiva que visa coletar todos os pontos de vista objetivando a construção de um plano robusto contemplando ações em todas áreas possíveis e demandadas pela comunidade, assim como o comprometimento das comunidades locais para que tenhamos um resultado consistente, duradouro e que ajude no desenvolvimento regional.
     O que é o Plano Missões 20-30?
     É um processo de documentar todas as iniciativas relacionadas ao desenvolvimento do turismo cultural ligado à missões jesuítico-guarani e que já foram manifestadas pela comunidade local como possíveis oportunidades a ser desenvolvidas e que resultariam em atrativos para os turistas.
A captação destas ideias e a sistematização e organização das mesmas sob a forma de projetos individuais permitirá que a comunidade possa visualizar todas as iniciativas identificadas e definirmos uma forma de trabalhar cooperativamente para que estas ideias se transformem em realidade.
O plano consiste em agrupar as ideias que hoje estão isoladas e não formatadas em projetos e avaliar a possibilidade de implementação e o seu impacto no turismo da região. O que desejamos é alinhar os vetores e transformar em realidade o que hoje pode ser apenas um sonho de um empreendedor individual.
      Pensar grande e a longo prazo é que fará a diferença para a Região. Onde estamos? Diagnóstico da situação atual. Como estamos? Qual é o caminho? Onde desejamos chegar?
     Visão – Objetivo – Sonho
      O resultado esperado é que no final deste processo de participação das comunidades locais possamos ter todas as informações que permitam reunir todas as iniciativas e informações que hoje estão disponíveis para que possamos criar um documento, onde de forma sistematizada tenhamos definido quais ações serão realizadas na região nos próximos dez anos e que tenham impacto na atração de turistas.
Em resumo, o plano Missões 20-30 será a montagem do grande “quebra-cabeças” das iniciativas isoladas que temos hoje, que isoladamente não são implantáveis, transformando as Reduções Jesuítico-Guarani em um destino turístico capaz de atrair milhões de visitantes anuais. Com o plano montado teremos condições de orientar as nossas autoridades e a iniciativa privada nas prioridades dos investimentos no turismo da Região, assegurando melhores resultados e reduzindo os riscos.
     Porém para darmos início a este trabalho, temos que reconhecer que muito já foi feito e parabenizar aqueles que se esforçaram para fazer, contudo esta construção é um processo contínuo, e precisamos continuar, sem negar e deixar de reconhecer o que já foi feito. É uma escada onde se sobe, degrau por degrau. Precisamos evitar o eterno, temos que agregar novidade (esforço) sobre o que já foi feito e não destruir para fazer de novo e chegar aonde já estamos ou avançar poucos metros.
     A lógica de fazer este trabalho é a busca por resultados, a construção baseada em projetos documentados, indicadores para acompanhar resultados e entregáveis definidos (esta é a razão de estar separado em projetos). Ampliar a relevância do tema Missões Jesuítico-Guarani para aumentar o interesse das pessoas (comunidades locais e turistas). Melhorar a infraestrutura para receber os turistas (logística). Ampliar a quantidade de atrações e melhorar o nível das disponíveis.

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Associação dos Municípios das Missões AMM

Têm em comum a história e a disposição de luta pelo crescimento econômico e social da Região Missões.

Saiba mais

Roteiro por Mato Queimado

Diálogo, educação e segurança,  motivos para entrar, conhecer, passear e fotografar, essa comunidade é uma verdadeira família.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...