Notícias

24/06/2019 11:00


Festa Junina em homenagem aos Santos e Colheira

   Junho traz consigo o friozinho do inverno, o amor do dia dos namorados e as gostosuras das festas juninas. E quem é que não tem a infância marcada por aquela fogueira de São João, uma pipoca, canjica e pelas bandeirinhas coloridas.
   O que muitos não sabem, é que a típica festa junina, a segunda maior festa popular do Brasil, tem sua origem de comemorações realizadas antes mesmo da era cristã. No hemisfério norte, várias celebrações pagãs aconteciam durante o solstício de verão, que é o  dia mais longo e a noite mais curta do ano, o que ocorre nos dias 21 ou 22 de junho. Diversos povos da Antiguidade, como os celtas e os egípcios, aproveitavam a ocasião para organizar rituais (que possuíam caráter de festividade) em que pediam fartura nas colheitas. Essas festividades passaram a ser assimiladas pela Igreja Católica, que, como principal instituição do período medieval, soube também diluir o culto aos deuses pagãos do período junino e substituí-los pelos santos: Santo Antônio (no dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29).
   A imagem dos três santos católicos da festa eram pintadas em bandeiras e espalhadas pelos locais da festa. Com o tempo, estas bandeiras foram transformadas em bandeirinhas, que até hoje são usadas para decorar o ambiente.
   A fogueira, também uma característica dessas festividades, já estava presente nas celebrações juninas feitas por pagãos e indígenas, mas também ganhou uma explicação cristã: Santa Isabel (mãe de São João Batista) disse à Virgem Maria (mãe de Jesus) que quando São João nascesse acenderia uma fogueira para avisá-la.
   As comidas típicas (como a pamonha, milho verde, etc), as danças, o uso de instrumentos musicais (como a viola caipira) nas festas, refletem milênios de tradições diversas que se fundiram.
   Curiosidades sobre as festas juninas
- Para cada santo há um tipo de fogueira diferente. 
   Na fogueira de São João as madeiras são colocadas em formato de cone. 
   Na fogueira de Santo Antônio, as madeiras são colocadas em formato de quadrado. 
   Na fogueira de São Pedro, as madeiras ficam na posição de triângulo.
- O milho é a base de muitas comidas da Festa Junina, pois é neste mês que ocorre a colheita dele.
Cronista Karoline Rocha 
Fone-wats - 055-99118-6533 
karool_roocha@hotmail.com 
São Pedro Patrono do Rio Grande do Sul 
Santo Ântonio o Santo Casamenteiro
O Chapéu de Santo Antônio 
 

EM DESTAQUE

Caturra Free Shop

Em Porto Xavier - Segunda à Sábado: 9h às 19h Domingos e Feriados: 9h às 18h

Saiba mais

Propoforce 240 ML

PROPOFORCE contém as principais vitaminas e extratos que auxiliam na proteção de nosso organismo.

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...