VIDEOS

Touro Fumaça por Mano Lima de João Sampaio

Mal se fechava o rodeio, e já no primeiro momento se destacou um touro fumaça que atropelava inté o vento. Era um zebu da canela fina que a gente duvida que existe, sempre de cabeça erguida sólito e berrando triste
E atacando o rodeio num petiço alasão tava um guri de dez anos que era filho do patrão. Piazito criado solto no galpão como xirú, tinha uma estranha atração por esse toro zebu. O toro saiu bufando no meio da cachorrada dando coice e atropelando dereito fundo da invernada.
Gurizito deu de rédia pois gostava do serviço mais quando viu o touro tava já cola do petiço. Não deu tempo pra mais nada, foi uma cornada só e ficou o guri e o petiço tapado de sangue e pó.
Antes de morrer disse o guri pro pai vendo a desgraça: não quero que vocês matem o touro Fumaça. Levaram com dois laço pra manguera o dito touro pra no dia seguinte venderem pro matadouro. Na manguera em frente as casa onde se dava o velório o touro fumaça berrava no mais tristonho ofertório
Que noite triste para o cedo enquanto velavam o defunto o touro zebu berrava e a cuscada uivava junto, parecia arrependido e na canga desse pecado. Ele berrava tristemente como chamando o finado inté a lua lá no céu com uma tristeza que encerra iluminava mais o touro do que as outras coisas da terra
Quase de manha calmou o berro igual um trovão e ficou o silêncio esperniando no velório do galpão. Quando clareo bem o dia algém foi lá na manguera e encontro o toro morto no costado da portera. 
          "Touro Fumaça" Poema João Sampaio BLOG DE POESIAS 

Outros videos

Catedral de Santo Ângelo

Catedral de Santo Ângelo

?Site: Centro Histórico Santo Ângelo  Site: Museu José Olavo Machado  Site: Museu Coluna Prestes  Site: Museu Verzeri Site: Museu Cultural Marechal Rondon  Site: Museu a Céu Aberto  Site: Museu da Polícia Federal  ...

Ver detalhes »

Monumento Colono Salvador das Missões/RS.

Monumento Colono Salvador das Missões/RS.

Esta engrenagem gigante era de tração animar usada em sua maioria como esmagador de cana de açúcar e milho, mas seu uso era empregado para moer e espremer todos os vegetais. Geralmente uma ou duas cangas de bois que fica...

Ver detalhes »

Pedro Ortaça, A Volta do Sorro Manso

Pedro Ortaça, A Volta do Sorro Manso

_Arreganho a oito baixo que nem risada de china faço roncar os bordões enquanto a prima se empina voltando a historia do sorro que hoje no mais se termina. _É que o sorro desta historia não pegou ensinamento curado da m...

Ver detalhes »