Notícias

23/01/2018 18:47


Alimentos Coloniais geram Roteiros Turísticos

          Os sindicatos ou prefeituras estão servindo de secretários, orientadores, um cadastro do que se produz positivamente em cada família de colonos nos diversos distritos missioneiros. Facilitando o contatando, mapeamento e para agendar as visitas e encomendas que turistas ou visitantes estão procurando.
          Muitos consumidores trocam experiências, culturas e atestam a qualidade servindo como uma grande propaganda sobre a qualidade dos alimentos. Intercalam no roteiro produtores rurais com santuários e pontos turísticos naturais, acompanhados de um bom chimarrão transformam as compras da feira em uma aventura cheia de relatos, aulas práticas e fotos.           
          Comer mais saudavelmente é um dos desejos mais encontrados entre a população. Festas, refeições e agora roteiros turísticos que se criam pelo interior conforme os endereços e mapeamentos pela internet. Uns cortam o chocolate, outros frituras, refrigerantes etc. Tudo isso segue aliado ao consumo maior de frutas, águas com PH elevado e legumes e verduras, recomendado por nutricionistas. Somado a estrutura e qualidade das estradas do interior, e a necessidade de sairmos do sedentarismo e atividades familiares que buscam maior convivência, confraternização, momentos para compartilhar em uma opção mais intima e saudável, com um custo menor.
          Os agricultores estão agregando valores a seus produtos, criando estufas e intercambio de sementes, mudas crioulas e plantas bioativas, buscando alternativas como agrupando produtores, em pequenos quiosques virtuais, as reservas e encomendas tenham um responsável ou um só contato em um local, para feiras deslocam-se do interior em determinados dias da semana nos centros urbanos e comunicando seus endereços e localizações na internet para um agendamento e visitação. Os donos de restaurantes e comércio por sua vez podem encomendar ou buscar determinado alimento ou condimento trazendo a mesa da população agregando cor, diversidade, decoração e credibilidade social.     
            Quando avisados pela secretária comunitária os agricultores preparam pães e doces com receitas familiares que levam a grandes confraternizações entre gerações e as visitas se tornam longas e rotineiras.
            Um exemplo prático, no interior de São Miguel das Missões existe uma fazenda chamada Borraio das Origens que armazena utensílios e estruturas utilizadas por colonos e índios durante o último século, junto possuem um rebanho de gado leiteiro, plantam hortaliças, frutas e grãos e produzem materiais, pães e queijos para sua subsistência. Nada impede de ao agendar a visita recebam as famílias, turistas ou vizinhos com produtos frescos colhidos ou produzidos na hora, bem como para nossas crianças a fortuna de ver a ordenha de uma vaca.
           Assim através da integração incentivamos todas as partes, sem atravessadores a interagir e educar uma sociedade que necessita cada vez mais de referencias e alternativas saudáveis. 
Site: Museu do Colono Borraio Minhas Origens 
Vídeo: Museu do Colono Borraio das Origens 
Site: Agroindústria Familiar Bolzan
Site: Schunke Agroindústria - Pepinos em Conserva 
Site: Produtos Naturais Sobucki
Site: Padaria Dafla - Agroindústria Dafla Buriti 
Site: Licor de Butiá

EM DESTAQUE

Churrascaria do Chico

Fazendo vontades com sabor, qualidade e economia.

Saiba mais

Sindilojas

Fazenda do Presente

Balneário, Turismo Rural, Camping, Lazer e Recreação

Saiba mais

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...