VIDEOS

EXPOSIÇÃO (2016): Helenismo Sul americano Missineiro - Edison Hüttner

Depois de uma década de observação, estudos e análises de peças históricas, e visitas às trinta edificações das reduções da Província Jesuítica do Paraguai, estudiosos apontam para um novo conceito cultural, o helenismo sul-americano missioneiro. O grupo formado pelo Irmão Edison Hüttner, teólogo; Eder Abreu Hüttner, gerontologista; e Rogério Mongelos, arquiteto, mapeou as influências artísticas e culturais em visitas e observações de detalhes que revelaram um estilo diferente das vertentes culturais já identificadas.
 
Fenômeno artístico, cultural e religioso, as edificações foram construídas por padres jesuítas e índios guaranis nos séculos XVII e XVIII. Fruto de seu tempo, sofreram um mix de influências como o estilo renascentista-manierista, barroco e barroco missioneiro. Durante o estudo das construções, também foram percebidos elementos evidentes da cultura e arte grega, seja nos frontões, capiteis ou na própria filosofia do espaço.

Veja outras imagens do estilo “Esta referência se expressa como chave de interpretação artística, arquitetônica, cultural e religiosa, resinificando, através de outro foco, a paisagem simbólica de trinta reduções edificadas por índios guaranis e jesuítas”, explica o Irmão Edison Hüttner. “O templo das ruínas de São Miguel Arcanjo, tombado como patrimônio da humanidade em 1983, foi a pedra angular da construção deste conceito”, acrescenta. Um artigo descrevendo esse novo conceito cultural teve destaque na revista Visioni LatinoAmericane do Centro de Estudos para América Latina da Universidade de Trieste (Itália). Os planos, agora, incluem a realização de exposições artísticas culturais e conferências abertas ao público sobre o tema em Porto Alegre, cidades da região das Missões e na Itália. Os estudos e autorização de imagens que serão divulgadas em exposições contaram com apoio do Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN/RS), na pessoa de Adriana Almeida da Silva; do Ponto de Memória Missioneira do município de São Miguel das Missões, por meio do diretor Valter Braga; do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, pela diretora Maria Helena Nunes; do Archivum Romanum Societatis Iesu (Roma), por meio de seu diretor Brian Mac Cuarta SJ; e do Museu das Missões (Ibram/MinC), na pessoa de seu diretor Ariston José Correia Filho e do servidor da instituição Diego Luiz Vivian, hoje Diretor.
 
INSCREVER-SE
Depois de uma década de observação, estudos e análises de peças históricas, e visitas às trinta edificações das reduções da Província Jesuítica do Paraguai, estudiosos apontam para um novo conceito cultural, o helenismo sul-americano missioneiro. O grupo formado pelo Irmão Edison Hüttner, teólogo; Eder Abreu Hüttner, gerontologista; e Rogério Mongelos, arquiteto, mapeou as influências artísticas e culturais em visitas e observações de detalhes que revelaram um estilo diferente das vertentes culturais já identificadas. Fenômeno artístico, cultural e religioso, as edificações foram construídas por padres jesuítas e índios guaranis nos séculos XVII e XVIII. Fruto de seu tempo, sofreram um mix de influências como o estilo renascentista-manierista, barroco e barroco missioneiro. Durante o estudo das construções, também foram percebidos elementos evidentes da cultura e arte grega, seja nos frontões, capiteis ou na própria filosofia do espaço. Veja outras imagens do estilo “Esta referência se expressa como chave de interpretação artística, arquitetônica, cultural e religiosa, resinificando, através de outro foco, a paisagem simbólica de trinta reduções edificadas por índios guaranis e jesuítas”, explica o Irmão Edison Hüttner. “O templo das ruínas de São Miguel Arcanjo, tombado como patrimônio da humanidade em 1983, foi a pedra angular da construção deste conceito”, acrescenta. Um artigo descrevendo esse novo conceito cultural teve destaque na revista Visioni LatinoAmericane do Centro de Estudos para América Latina da Universidade de Trieste (Itália). Os planos, agora, incluem a realização de exposições artísticas culturais e conferências abertas ao público sobre o tema em Porto Alegre, cidades da região das Missões e na Itália. Os estudos e autorização de imagens que serão divulgadas em exposições contaram com apoio do Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN/RS), na pessoa de Adriana Almeida da Silva; do Ponto de Memória Missioneira do município de São Miguel das Missões, por meio do diretor Valter Braga; do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, pela diretora Maria Helena Nunes; do Archivum Romanum Societatis Iesu (Roma), por meio de seu diretor Brian Mac Cuarta SJ; e do Museu das Missões (Ibram/MinC), na pessoa de seu diretor Ariston José Correia Filho e do servidor da instituição Diego Luiz Vivian, hoje Diretor.

Outros videos

AMM Detur Festuris Gramado

AMM Detur Festuris Gramado

Festuris Connection focou na capacitação e em oportunidades de negócios O Festuris Connection foi realizado nos dias 6 e 7 de maio, no Hotel Master Gramado, sendo acompanhado de forma presencial e online.

Ver detalhes »

Apresentação do Destino Missões no FESTURIS ...

Apresentação do Destino Missões no FESTURIS ...

Apresentação do Destino Missões no FESTURIS Gramado ? RS. José Roberto de Oliveira

Ver detalhes »

Programa Patrimônio Vivo no IPHAN-RS

Programa Patrimônio Vivo no IPHAN-RS

Reflexões sobre o Sistema de Capitação e Abastecimneto de Água nas Reduções Jesuítico-Guarani  

Ver detalhes »