Notícias

01/01/2019 17:09


Cavalgada na Primeira Rota das Missões

Viver nesta região é uma maravilha! As cavalgadas e comunhão entre os Centro de Tradições Gaúchas (CTG) são normais, mas quando se unem parcerias entre cidades vizinhas para resgatar histórias de batalhas e heróis, tem alcance ainda maior. O passeio ao Passo da Guerreira aconteceu numa região que realça belezas indescritíveis.
E foi assim: um grupo de cavaleiros buscou resgatar um fato histórico que aconteceu no berço da civilização gaúcha, na Região das Missões, durante a revolução de 30. Foi na primeira estrada mapeada e registrada da região, antes mesmo de São Miguel das Missões ser emancipada, por onde as tropas eram deslocadas, cruzando um passo do Rio Piratini, por ser mais raso, seguro e de piso reto, liso e rochoso. Foi ali que houve um incidente, marcando história, mas que passou despercebida inté agora. O antes Passo das tropas passou a se chamar “Passo da Guerreira”.
Um grupo de lanceiros nomeou o evento como “Cavalgada da Integração”, previsto para acontecer anualmente, homenageando a guerreira que findou seus dias junto ao Rio Piratini. A mobilização uniu tradicionalistas de São Miguel das Missões, Mato Queimado, Vitória das Missões, Caibaté e Santo Ângelo, perfazendo um trajeto que iniciou no CTN Sinos de São Miguel, passando pelo Ruínas de São Miguel Arcanjo Sítio Arqueológico, percorrendo 18 km por estradas de campo, até alcançar a antiga Estrada das Tropas das Missões, após cruzar terras dos Pacheco, para findar num jantar nas terras dos Cardoso, que culminou com tertúlia musical, danças e pajadas, cultuando as tradições gauchescas junto ao CTG Lanceiros de Sepé.
Junto ao passo, o ecoar de cascos dos cavalos no chão rochoso, da vegetação e trinar de pássaros, refletiam a energia do local, ambiente de lutas, de trabalho pela sobrevivência, das tropas e caravanas comerciais que ali passaram, mas também pelas batalhas idealistas, revoluções entre legalistas e mercenários, riscadas com espada, de heróis anônimos como a Guerreira, que representa a força do braço a forjar o Rio Grande do Sul.
No Passo da Guerreira foi cimentado uma placa registrando um marco dos presentes ao evento, lembrando a data e as mãos dos lanceiros que reviveram este trajeto tão importante para nossa história. Aprecie as fotos e alegrias de bons momentos, fortuna enraizada nesta terra avermelhada e fértil. “Povo que não sabe de onde veio, não vai a lugar nenhum”.
Essa estrada é uma verdadeira porta de interação do homem, natureza e cavalo. Em cada passada novas descobertas. A importância de desligar-se do dia-a-dia e envolver-se em passeio, viajando em outra dimensão. Somos gaúchos, e neste orgulho das raízes, das tradições, da identidade que nos exalta, conservamos os hábitos e costumes missioneiros, berço do gauchismo.
Parabéns a todos que participaram da 1ª Cavalgada da Integração
Site: Passo da Guerreira 
Vídeo: Cavalgada da Integração Trajeto Completo 
Vídeo: Passo da Guerreira Grupo Sevando o Amargo  
Vídeo: Cavalgada da Integração Travessia do Passo da Guerreira 
Vídeo: Cavalgada da Integração em Frente as Ruínas de São Miguel 
Imagem: Artes e Imagens da História do Passo da Guerreira 2017 
Imagem: Cerimonia de Abertura Cavalgada da Integração 2017 
Imagem: Homenagem as Ruínas e Trajeto da Cavalgada 2017 
Imagem: Chegada da Cavalgada da Integração ao Passo da Guerreira 2017 
Notícia: História do Passo da Guerreira 
Site: Roteiro por São Miguel das Missões

Apoio:
Site: Jair Facas Antigas 
Site: Viera Agroceirais

EM DESTAQUE

Hotel Raios De Sol Missioneiro São Pedro do Butiá RS

Restaurante e Lancheria A Cidade dos Anjos

Rua Marques do Herval, 1192 - Centro.  Telefone: (55) 3313-1388 Telefone2: (55) 99706-2788

Saiba mais

São Pedro Butiá

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...