Notícias

04/12/2018 12:25


São Nicolau - Papai Noel Missioneiro

        Os jesuítas celebravam o Natal com os índios nas Reduções. Conforme Clovis Lugon em sua obra A República Comunista Cristã dos Guaranis (1610-1768), p. 331 diz: 
“No Natal, as reduções rivalizavam em esmero e generosidade para montar um presépio digno do Menino”.
Com grande pompa, festas e devoção celebravam o Natal. Como escreveu Muratóri em sua obra Cristianismo Feliz (1ª Edição 1743), pa. 103:
 “Usavam fazer a confissão para todos, na preparação das festas dos Natal (...) do Santo Padroeiro”.
        Nos conta Muratori, p.115:  Nestas festas de Natal e do padroeiro jesuítas e índios de outras reduções são convidados para celebrar. Entre outras demonstrações de arte – existia uma especial: os caciques caçavam os pássaros mais lindos. Não para matar. 
“Esses pássaros são amarrados num pé, de modo que possam saltar de um ramo a outro, possam fazer pompa com suas cores.” E,  assim com estes galhos coloridos pela beleza das cores dos pássaros, caminhavam cantando no pátio Reduções.
  Podemos imaginar como eram as celebrações da Redução de São Nicolau. 
  De como era venerado e festejado o seu padroeiro.
  De como era enfeitado esta escultura de São Nicolau.
  São Nicolau – Papa Noel Missioneiro
        Sobre a origem do São Nicolau.: SÃO NICOLAU - IDENTIDADE A escultura provinda de Santa Maria é identificada como São Nicolau. O santo nasceu na Turquia (cidade de Patara) – Província de Lícia por volta de 270-275 d.C. Também conhecido como São Nicolau de Bari – pois segundo a lenda, seus ossos foram enterrados na cidade de Bari (Itália). Tornou-se bispo de Mira com 30 anos de idade. Morreu em 6 de dezembro de 343 d.C. – e enterrado na cidade de Mira. Em 1087 o corpo e Nicolau foi roubado por 62 marinheiros e levado para Bari. Em Bari foi erguido a Basílica di San Nicola. “Os restos mortais de São Nicolau foram depositados em uma tumba provisória em 1089 e foi transferido para seu lugar definitivo no ano seguinte para um novo sepulcro inteiramente feito de mármore. Todos os anos em Bari no dia 6 de dezembro celebra-se o dia da morte do Santo e de 7 a 9 de maio acontece a festa de São Nicolau (Festa di San Nicola)” COSTA, Jorge. A História e Papai Noel, 2014.
        SÃO NICOLAU É O PAPAI NOEL “No século XII, surgiu o costume de representar São Nicolau dando doces às crianças, na vigília de sua festa, talvez numa transposição do milagre do bispo que, conforme a lenda, teria ressuscitado três meninos assassinados e salgados, ou do dote providenciado para as três jovens. Mais tarde, esse costume se desenvolveu por influência dos místicos germânicos da natureza. E no séculos IX, no norte da Alemanha, o folclore pagão substituiu São Nicolau pelo “Homem Natal” (Weihnachtsmann), mudando seu nome para “Santa Klaus”, Sint Klaeg ou para o velho (...) o “Para Noël dos franceses”. Nos países nórdicos europeus ou de origem nórdica, Sankt Nikolaus, Santa Klaus, é o bispo de barbas brancas, que traz presentes às crianças no dia 6 de dezembro. Aos poucos ele é travestido de Papa Noël e, mais tarde, comercialmente instrumentalizado para promoção da festa do Natal.” BECKHÄUSER, Alberto. Os Santos na Liturgia: testemunhas de Cristo. Petrópolis: Vozes, 2013.
        ESCULTURA de SÃO NICOLAU. Autor: José Brasanelli. Altura: 95 cm. Peso: Peso: 22 Madeira (cedro) policromada. Escultura Sacra Missioneira (barroca). Esculpida em São Borja (1696-1706). Identificado no Colégio Marista Santa Maria (RS)  Brasil.
        Exposição gratuita na Biblioteca Central José Otão da PUC de Porto Alegre. 
        Uma exposição no térreo da Biblioteca Central Ir. José Otão da Pucrs (Ipiranga, 6.681) mostra o resgate da história das Reduções Jesuíticas nos séculos XVII e XVIII. O destaque é uma imagem de São Nicolau, o Papai Noel missioneiro, em madeira, com 95 centímetros de altura e 38 de largura. Trata-se da maior peça do santo com origem na região dos Sete Povos. “No mapa da arte sacra nacional, é como se achassem uma obra de Aleijadinho em Ouro Preto”, destaca o irmão Édison Hüttner, coordenador do Projeto de Arte Sacra Jesuítico-Guarani e professor da Escola de Humanidades.
        Objeto raro, a estátua foi produzida pelo jesuíta José Brasanelli, escultor na Redução de São Borja de 1696 a 1706, com a ajuda dos indígenas. As técnicas de encaixe dos braços e os sapatos também são comuns no período, assim como as características dos olhos. O horário de visitação é de segunda a sexta-feira, das 7h35min às 22h50min, e aos sábados, das 7h35min às 17h30min.
       Exposição resgata história das Reduções Jesuíticas Jornal do Comercio
       Vídeo: A exposição resgata a história das reduções jesuíticas no RS

       Exposição gratuita mostra resgate da história missioneira
Fotos: Bruno Todeschini 
Site: Cruz de São Miguel em Camaquã 
Vídeo: Helenismo Sulamericano Missioneiro 
Notícia: Manuscrito Jesuíta revela o conhecimento astronômico nas Missões

Notícia: Os Caminhos da Imagem de São Francisco de Paula 
Notícia: Mística, Crônica de Édison Hüttner
Vídeo: Mostra Helenismo Sul-Americano Missioneiro por Edison Hüttner 
Notícia: Conceito Helenismo Sul-americano Missioneiro 

Notícia : São Nicolau - Papai Noel Missioneiro é encontrado
Notícia: Imagens Católicas Escondiam Mensagens De Fiéis 
Notícia: Na Busca do São Nicolau da Primeira Querência do Riogrande
Notícia: Peças da Arte Sacra Missioneira são Encontradas em Museu de Alegrete
Notícia: São Jeronimo, RS, trata com carinho e valoriza origem de Santa Missioneira 
Notícia: Novo conceito cultural é encontrado nas Missões 
Notícia: Cruz de São Miguel das Missões em Camaquã 
Fotos: Cruz de São Miguel em Camaquã Álbum
Notícia: Exposição Missioneira da Costa Doce 
Notícia: Sobre os sinos. Na pagina 23 no Site oficila do Jesuitas no Brasil.
Notícia: Patrimônio da História do Rio Grande do Sul 
Notícia: Sino Jesuíta mais antigo do Estado repousa na Catedral Metropolitana 
Notícia: Relíquias das Missões na catedral de Santo Maria

EM DESTAQUE

Jada hotel

Sindilojas

São Pedro Butiá

Mais notícias

  • Aguarde, buscando...